Oficina Literária “MULHER NEGRA, MEU CORPO, MINHA VOZ” tem início no final de abril

O Ponto de Cultura Feminista: corpo, arte e expressão articula parcerias para a realização da Oficina Literária  “MULHER NEGRA, MEU CORPO, MINHA VOZ”.

Mulheres estudantes, educadoras e ativistas de Porto Alegre, do Grêmio Estudantil da Escola Júlio de Castilhos e das Bibliotecas Comunitárias da ONG Cirandar serão público alvo da atividade.

A chapa do Grêmio estudantil “Das Gurias” iniciou sua gestão em 2016 e já faz a diferença. Através da poetisa e educadora Ana dos Santos pudemos nos aproximar da representação discente da Escola e articular a divulgação e inscrições para a Oficina Literária “MULHER NEGRA, MEU CORPO, MINHA VOZ” que tem início dia 28 de abril de 2016 (quinta).

A parceria com a ONG Cirandar (membro do Comitê Gestor do Projeto) integrará nas oficinas seu público de educadoras das Bibliotecas Comunitárias. A estudante de Biblioteconomia Yasmin Wink Finger nos recebeu na sede na ONG para acertarmos os detalhes dos encontros. A Ong Cirandar fortalece o ativismo e a expressão das mulheres propondo esse encontro com as educadoras das bibliotecas comunitárias.

Uma Roda de Conversa sobre feminismos com o Coletivo Oluchi, que atua para o empoderamento de mulheres negras, dá início as atividades que seguem durante todo o mês de maio. Os encontros acontecerão duas vezes por semana, sempre á noite, e se dividirão entre a sede do Cirandar e da ONG Coletivo Feminino Plural, ambas no Centro Histórico.

Serviço:

Oficina Literária “MULHER NEGRA, MEU CORPO, MINHA VOZ” Com Ana dos Santos.             Início dia 28 de abril de 2016 – 18h30 – ONG Cirandar. Roda de conversa sobre feminismos com Coletivo Oluchi.

Local: Andradas, 1780 – espaço sem acessibilidade para cadeirantes.

12h/aula – 4 encontros (18h30 às 21h)

Grátis – Só para mulheres de 14 a 29 anos (ou mais)

Para maiores informações sobre as oficinas escreva para pontodeculturafeminista@gmail.com

No Grêmio da Escola Júlio de Castilhos, Luísa Gabriela (coordenadora do Projeto), Lucy (integrante da Chapa Das Gurias) e Ana dos Santos (poetisa e educadora)
IMG-20160419-WA0004
Na ONG Cirandar com Yasmin Wink Finger, estudante de biblioteconomia e integrante do Comitê Gestor do Ponto de Cultura Feminista.Biografia Ana Dos Santos

Poetisa e professora de Literatura Brasileira, Ana é gaúcha de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Iniciou na poesia vendendo poemas na noite boêmia da Lapa e Santa Tereza – RJ, onde também fazia performances poéticas com o “Circo Beat” (2000). Colou poemas nas ruas de várias cidades brasileiras. Participou com outros poetas e fotógrafos brasileiros da obra “Brazil by night” – SP (2008). Tem publicações no Livro da Tribo (2011), Cadernos do Instituto de Letras – UFRGS (2003), duas antologias poéticas (Águia – Prosa e Verso/2009 e Sopapo Poético/2015) e ganhou o concurso Ministério da Poesia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s